3 de março de 2018

Caros amigos(as),

É com grande dor que anunciamos a morte do Pe. Jean Dujardin esta noite em Paris. Seu sepultamento acontecerá na quinta-feita, 8 de março, as 14:30 na Paróquia St Eustache, em Paris.

Nós prestamo-lhe homenagem pelas inúmeras relações amigáveis, fraternas, espirituais, que ele soube estabelecer ao longo de tantos anos. E mais particularmente, na missão que ele recebeu e que assumiu de coração, a de contribuir na mudança da visão dos católicos, dos cristãos, em relação ao povo judeu. Ele nos ensinou a renovar a leitura das Escrituras e a aprofundar a fé cristã a partir do ponto de vista das raízes judaicas.

Sacerdote, historiador, diretor de estabelecimento escolar, superior do Oratoire de França, secretario do comité episcopal frances para as relações com o judaísmo, consultor junto ao Vaticano, ele ensinou, formou, educou, acompanhou um enorme grupo de jovens e menos jovens. Nós devemos a ele enormemente.

Jean Dujardin foi um sacerdote que sabia ser próximo, e fiel nas relações; atento ao despertar dos outros, exigente e misericordioso aos mesmo tempo, preocupado em fazer crescer o outro humanamente e espiritualmente na sua consciencia de homem, de mulher. Ele foi respeitado de igual maneira dentro da Igreja e junto ao povo judeu, bem como nas mais diversas relações quotidianas. Nós damos graças a Deus por tudo o que ele nos deu.

“Como são encantadores, sobre as montanhas, os passos do mensageiro, aquele que anuncia a paz, que leva a boa nova, que anuncia a salvação, e vem dizer a Sion: ‘Ele reina, o Teu Deus!’ Ouça a voz dos arautos: eles levantam a voz, todos juntos gritam de alegria pois, com seus proprios olhos, ele veem o Senhor que retorna a Sion” (Is 52, 7-8).

Philippe Leruste
Delegado episcopal para as relações com o Judaísmo
Vice-presidente da Amitié judéo-chrétienne de Bordeaux
(Trad. Elio Passeto, nds)

Rolar até o topo